Home > NOTÍCIAS > Lista de recursos da Apple que ainda NÃO estão disponíveis para os brasileiros

Lista de recursos da Apple que ainda NÃO estão disponíveis para os brasileiros

Muitos usuários brasileiros da Apple gostam de dizer sempre que a empresa “não ligue para o nosso país” e “se esquece de nós”, principalmente devido aos preços estratosféricos de seus produtos. Nós já apontamos aqui algumas vezes que o estudo dos números oficiais mostram que os impostos federais, estaduais e municipais, são os grandes responsáveis pelos altos valores, mas é bem verdade que muitos serviços ainda não estão disponíveis no Brasil (assim como em outros países também).

Aqui neste artigo resolvemos listar tudo o que a Apple criou e que ainda não foi colocado à disposiçãopara os brasileiros.

iTunes Store: Programas de TV (desde 2011)

Desde o lançamento da iTunes Store no Brasil, em 2011, a Apple nunca foi colocado à disposição em sua loja uma área para Programas de TV. Hoje em dia, com as aplicações independentes das estações oferecendo video on demand (como é o caso do Globo Play), nesta sessão, a loja parece ser algo cada vez mais distante e menos necessário.

Navegação ponto a ponto no mapa (em 2013)

A Apple oferece um navegador GPS gratuito em seu aplicativo de Mapas (assim como o Google faz), com a narração curva a curva, mas até hoje não foi disponibilizado para o Brasil. E não é por problema de narrativa, já que se você usar seu iPhone em um país que tenha essa navegação, funciona perfeitamente em espanhol.

Mapas em 3D FlyOver (de 2013)

Um dos pontos fortes dos Mapas da Apple quando ela o apresentou para o mundo das cidades, com mapas em 3D, de uma forma muito diferente da que existia antes. No entanto, a expectativa de oferecer isso para o mundo inteiro ainda não foi atingida, com o Brasil, ainda fora da brincadeira. O que temos em algumas capitais são estruturas básicas em 3D, mas isso ainda está longe do que ela havia apresentado no início.

 

Os Mapas no CarPlay (a partir de 2014)

Por não possuir a navegação ponto a ponto, os Mapas não funcionam no CarPlay de usuários brasileiros, o que faz com que o dispositivo é bastante limitado. Afinal, por que ter uma tela multitouch no painel do carro, se você não pode colocar um mapa GPS nele?

 

Mapas de interiores (em 2017)

Os Mapas dos Estados Unidos também oferecem atribuição no interior das construções, como as compras e os aeroportos. No Brasil não temos nada disso.

 

Tradução de frases por Siri (em 2017)

O iOS 11 trouxe a possibilidade de que a assistente virtual Siri traduzir para você frases do inglês para o chinês, francês, italiano, espanhol e alemão. Mas se o seu iPhone está configurado para português, isso não vai funcionar.

 

Informações sobre filmes, restaurantes e esportes por Siri (em 2016)

Nós ficamos anos sem ter a Siri em português e ela finalmente chegou o ano de 2015. No entanto, ela ainda está incompleta em relação a outros países. Nos Estados Unidos, ela é capaz de informar o resultado dos jogos, informações sobre filmes e salas de cinema, além de conseguir reservar mesas em restaurantes. No Brasil, nossa assistente ainda não sabe fazer nada disso.

 

Siri na Apple TV (a partir de 2016)

A nova Apple TV não tardou muito em chegar ao nosso país, mas ficou sem uma de suas principais funções: Siri. Lá nos estados UNIDOS é possível solicitar a assistente indicar um filme com um ator, ou de uma categoria precisa. No Brasil, a Rede Globo já sugeriu estar trabalhando com a Apple para trazer em breve essa função para o país.

Siri Apple TV

 

A aplicação TV (a partir de 2016)

O app TV unifica todos os serviços de video on demand em um só lugar, facilitando bastante para o usuário. No Brasil ainda não temos isso, apesar de que alguns códigos do iOS indicam que, em breve, deve chegar até nós.

 

A aplicação News (em 2016)

O app News é mais uma tentativa da Apple de oferecer um serviço que reúne editores e produtores de conteúdo, com as notícias chegando mais facilmente nas mãos dos usuários. Por enquanto, o News está disponível apenas em alguns países de língua inglesa.

 

Apple Pay (a partir de 2014)

Esta função foi outra que esperamos por muito tempo e que, em breve, finalmente poderemos usar no Brasil. Incluímos ela aqui, porque no momento em que o texto foi escrito, ainda não está disponível, mas assim que ficar, atualizaremos este artigo.

Escrever na Apple Watch (em 2016)

Uma das funções apresentadas no watchOS 3 foi a possibilidade de escrever com o dedo mensagens na tela do relógio, desenhando letra por letra. Mas isto só está disponível para os usuários que utilizam o idioma inglês e mandarim no relógio.

 

Apple Watch Série 3 + LTE (em 2017)

Quando foi anunciado o novo Apple Watch Série 3, o ponto forte do modelo é o fato de permitir fazer e receber chamadas telefônicas e se conectar na internet sem a necessidade de ter um iPhone por perto. Infelizmente esta versão não veio para o Brasil, que ficou apenas com o modelo sem LTE. Apesar disso, a Apple já aprovou na Anatel a versão com conexão, no caso…) que necessita.

 

Apple Watch Hermès (em 2016)

Um dos modelos especiais do Apple Watch (além da versão da Nike) é o da empresa francesa Hermès, que possui, além de uma tela exclusiva, pulseiras de couro feitos pela marca. Este modelo e suas pulseiras não são vendidos no Brasil, provavelmente por causa do preço. Nos Estados Unidos só as pulseiras custam quase us $ 500 cada uma, o que o faria ser mais caro do que o próprio Assista em nosso país, se fossem incluídos os impostos de importação.

Essa lista será atualizada de acordo com a Apple implementou no Brasil ou lançando novas funcionalidades não compatíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *